Você sabe o que são Saltos de Desenvolvimento?

*imagem ilustativa - E-book enviado em formato digital

Primeiro dentinho do bebê

O primeiro dente de um bebê é inesquecível. Contamos as semanas para ver despontar aquelas coisinhas brancas no meio das gengivas. Eu mesma, até bolo fiz quando percebi o primeiro dente em meu bebê.

Mas, como eu sempre digo, precisamos conhecer e estar preparadas para o que vem pela frente. A informação é a melhor arma para que possamos cuidar melhor dos nossos bebês. Então, pensando nisso, aqui vão algumas dicas importantes:

Tem algum problema o dente do bebê nascer cedo?

O único inconveniente do dente nascer mais cedo é machucar o bebê e a mamãe na hora da amamentação, mas isso pode ocorrer mais tarde também. É apenas uma questão de adaptação do bebê e da mamãe. Em casos raros alguns bebês já nascem com dentinhos e esses ainda serão substituídos pelos dentes de leite e ficam frouxos na gengiva do bebê. Nesse caso existe o risco do bebê engolir e se afogar com os dentinhos e devem ser avaliados e possivelmente extraídos por um odontopediatra

Sintomas e sinais do nascimento do primeiro dentinho do bebê

  • Inchaço na gengiva.
  • Irritabilidade e agitação (aqui em casa esse foi  um dos maiores “sintomas” aparentes no nascimento dos dentes).
  • Colocar tudo na boca para morder, mas cuide com esse “sintoma”, pois os bebês nos seus primeiros anos estão passando pela fase oral e colocar os objetos na boca significa descobrir o mundo e não apenas coçar a gengiva. Isso é um ato natural, significativo e importante para todo bebê.
  • Choro sem motivo.
  • Vermelhidão nas bochechas e no  queixo (muitas mamães descrevem esse sintoma com frequência, inclusive aqui em casa aconteceu).
  • Falta de apetite.
  • Problemas para dormir devido à irritação ou dor.
  • Coceira na orelha (mamães descrevem, mas os especialistas dizem que é mito).
  • Algumas crianças (como meu filho) ficam com a gengiva roxa no lugar do dentinho que irá nascer, parece uma batida ou uma lesão e parecer assustador, mas é normal. Isso ocorre, pois a pressão que o dente faz ao nascer pode romper um vaso de sangue. Se você ficar em dúvida consulte uma odontopediatra (foi o que fiz e ela me passou essas informações).
  • Diarreia: como os bebês colocam tudo na boca, durante a erupção dos dentes a sujeira ingerida pode ocasional algum distúrbio gastrointestinal. Cuide apenas se passar de 1 a 2 dias, nesse caso entre em contato com o pediatra.

Dicas para ajudar seu bebê a aliviar os sintomas

Um mordedor que possa ser armazenado por alguns minutos na geladeira é uma boa ajuda para aliviar a dor de dente em bebês. Outro método bastante simples é passar o dedo limpinho sobre a gengiva inchada do bebê, a massageando.

Caso o bebê já esteja se alimentando com comidas normais, invista nos alimentos pastosos e mais frios, como um purê de maçã ou um iogurte de frutas. Se ele ainda estiver tomando leite materno, você pode fazer um picolé com o líquido. O frio do picolé ajuda a aliviar a dor do nascimento dos dentinhos do bebê.

Dicas para a limpeza da boca e dos dentes do bebê

A partir do nascimento do primeiro dente é indispensável utilizar uma escova de dente pequena de cerdas macias, com o uso de pequena quantidade (menos de um grão de arroz) de creme dental com flúor.

Enquanto a criança possuir apenas dentes de leite, é sufi ciente escovar os dentes com creme dental duas vezes ao dia, e deve-se cuidar para que ela não engula a espuma que se forma durante a escovação. O creme dental deve ser mantido fora do alcance das crianças.

O uso do fi o dental está indicado quando os dentes estão juntos, sem espaços entre eles, uma vez ao dia. Os pais ou cuidadores devem escovar os dentes das crianças até que elas aprendam a fazer isto sozinhas, mas devem acompanhar até perceber que estão fazendo a higienização bucal de maneira correta.

Orientações importantes sobre o dentinho do bebê

1. Mamar no peito, desde o nascimento, faz o bebê crescer forte e saudável e favorece o desenvolvimento da musculatura e ossos da face,
evitando problemas no posicionamento dos dentes.
2. Evitar o uso de chupetas, bicos e mamadeiras, pois eles podem deixar os dentes “tortos” e prejudicar a mastigação, a deglutição (ato de
engolir), a fala, a respiração e o crescimento da face.
3. Após as mamadas e depois de cada refeição e uso de xarope (que são adocicados), fazer a limpeza dos dentes, independente do horário.
4. Evitar colocar açúcar nos alimentos oferecidos ao bebê, pois ele aumenta o risco de cárie; muitos alimentos, como as frutas, já contêm açúcar.
5. O uso de flúor nos dentes ajuda a protegê-los da cárie. Ele está presente na maioria das pastas de dente e também na água tratada de
muitos municípios.

Cárie dentária

A cárie é uma doença causada por bactérias que vivem na boca e utilizam o açúcar da alimentação para produzir ácidos que destroem os dentes. Crianças, principalmente durante o primeiro ano de vida, podem ter um tipo de cárie que evolui muito rápido e pode atingir vários dentes de uma só vez, destruindo-os rapidamente. Para evitar esse tipo de cárie, é importante não oferecer alimentos adoçados e fazer a higiene bucal após a alimentação. Não se deve oferecer para as crianças alimentos entre as refeições, principalmente doces, biscoitos, sucos adoçados e refrigerantes, pois esse hábito aumenta o risco de cárie. Discuta suas dúvidas sobre os cuidados com os dentes da criança e os
seus com os profissionais de saúde.

*Fonte: Ministério da Saúde

Últimas postagens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *